Videocirurgia

Enterectomia- Retirada Parcial ou Total do Intestino Delgado

Informações Gerais

Por que realizar?

O procedimento é realizado quando há tumor benigno ou maligno no intestino delgado. Nesse caso, é necessária a retirada do segmento envolvido para evitar duas complicações muito comuns: sangramento e obstrução intestinal, o que costuma obrigar o paciente a se submeter a uma cirurgia de urgência.

A intestino grosso não faz falta?

Sim. Sua principal função é a absorção de líquidos e nutrientes importantes para a sobrevivência do indivíduo. O intestino delgado pode ter de quatro a oito metros de comprimento. Por isso, resseca-se somente a parte comprometida pela lesão, que não causa alterações importantes.

O órgão não pode ser retirado totalmente, pois sua função – a absorção de alimentos – é vital. Quando houver a necessidade de uma ressecção maior do intestino delgado por comprometimento tumoral, será necessário um período de adaptação,  quando o paciente poderá se queixar de fezes muito líquidas.

Porém, devido à adaptação do organismo, existe uma maior absorção do restante do intestino, e o funcionamento do organismo é normalizado em algumas semanas e ou meses na maioria dos casos.

Anatomia do intestino delgado

Anatomia do intestino delgado